Mozão, Eu poderia descrever todos nossos momentos felizes, tristes e de maiores dificuldades. Eu poderia compartilhar todas nossas coisas em comum e todas nossas brigas. Eu poderia falar o quanto te amo e o quanto eu sou louca por você. Eu poderia descrever cada detalhe seu e esmiuçar cada som das suas risadas. Eu poderia falar o quanto você me faz feliz e o quanto eu já me sinto parte da sua família. Eu poderia escrever as mais lindas declarações de amor e te fazer chorar com meus mais puros poemas. Mas se eu fizesse isso tudo essa seria apenas mais uma carta de amor. Nesses nosso aniversário de namoro mozão, eu quero apenas te agradecer. Agradecer por tudo, absolutamente tudo.
Com amor,
Sua Luz Amada.

Confissões de uma Luz Amada.

(via cansei-dc-sexy)
Essa moça é um poço de mistérios, escuridão e caos. Ela se esconde, ela se perde, ela é egoísta e odeia chorar porque adora a pose de forte e transmitir aos demais que é durona. Todos julgam ela. Ela diz que não se importa. As pessoas riem. Ela sorrir, mas logo depois chora. Ignoram a coitada. Ela se isola. Inventam padrões. Ela se encaixa em nenhum. A sociedade fofoca. Ela observa. E assim ela se vai para cada vez mais longe de tantos julgamentos. Ela se vai para longe aos poucos porque prefere se afastar e se fazer de forte ao ter que conviver com utopias. Ela se esconde, se perde em si mesma e sorrir flertando com a solidão. No fundo ela sabe que sua personalidade e seu interior são bonitos demais para ter que demonstrar a essa perversidade que chamam de mundo.
A Escritora de Bar.  (via acrescentada)
Tem dias que a gente se sente,
como quem partiu ou morreu.
Chico Buarque.   (via acrescentada)
Eu quis espernear, gritar “Fica pelo amor de Deus!” Mas desde quando a gente pede uma coisa assim? Desde quando a gente tem que implorar pra alguém ficar? Mesmo que a vontade inunde nossa alma, e a certeza da falta destrua nossas vontades, amor não se implora.
Tati Bernardi.  (via acrescentada)
Desculpe, sou antigo. Gosto de andar de mãos dadas. E mais do que beijos e amassos quero amor e continuidade.
Clarissa Corrêa.  (via rehashh)
Um dia me disseram que quem ama de verdade nunca desiste, acho incorreta essa frase, quem ama de verdade desiste sim, mas não deixa de amar. Quem ama de verdade não consegue encontrar a felicidade em outro alguém, mas aprende a viver sorrindo mesmo estando incompleto. Quem ama de verdade nunca esquece o toque, o olhar, e os momentos vividos com aquele que se ama. Quem ama de verdade não deixa de amar não importa o tempo que passe, apenas espera que o tempo resolva tudo, e acredita na filosofia de que o que tiver que ser será .
Autor não encontrado.    (via rehashh)
Eu sei viver sem você. Sei andar, comer, falar, ver um filme. Sei sorrir e nem é de mentira. Solto gargalhadas e conto piadas e sou rodeado pelos meus amigos o tempo todo. Leio livro, malho, faço amizades. Sou por inteiro sem você. Não existe nenhuma parte faltando, mas eu faço ela faltar. É que eu não preciso de você pra nada, mas quero você pra tudo. Eis o grande problema.
Iolanda Valentim.  (via rehashh)
Fala baixinho que ninguém pode saber que a gente tá aqui. Vamos com calma, devagar, que desse jeito ninguém vai dormir. Sabe que a gente não escolhe a hora e nem lugar, junta a fome com a vontade de comer. Você me olha e morde os lábios pra me seduzir acende a luz pra ver desejo em minha cara… segura a fera tem que ser devagarinho pra ninguém ouvir. Vou pôr a mão na tua boca pro rugido não escapulir. Se alguém nos pega é sacanagem, quebrar o clima dessa viagem o nosso filme não pode queimar você. Mas quando bate a tentação a gente fica sem noção e perde a linha sem querer saber… Aí é outra dimensão, quatro paredes e nós dois e nada fica pra depois. Cara na cara, pele na pele, suor pingando, o corpo em febre, você em transe, sussurrando, segurando a voz… Eu viajando no céu da boca, você rasgando a minha roupa de baixo dos lençóis.
Revelação (via cansei-dc-sexy)
cansei-dc-sexy:

Tem gente que prefere assim, fazer o que? #direta
Só os meus seguidores que não gostam de socializar?
Desde pequenos aprendemos a nos despedir. Nascemos de um parto.
Eu me chamo Antônio. (via recontador)